Iluminação do Parque Buenos Aires ganha projeto de remodelação

Conquista atende a demanda de associação de moradores

O Parque Buenos Aires, situado no bairro de Higienópolis, é uma das mais recentes áreas verdes da cidade de São Paulo a ser contemplada com a melhoria de seu complexo luminotécnico. A requalificação luminosa, concluída em setembro, é fruto de uma parceira público-privada que envolveu a Secretaria de Serviços através da ILUME, a Secretaria do Verde e Meio Ambiente e os gestores do Parque, a Associação Defenda Higienópolis e a fabricante de lâmpadas Golden.

O projeto atende a demanda da comunidade, que reivindica melhoria na iluminação para estender o horário de funcionamento do parque. Com tecnologia obsoleta e baixo nível de luminância, o espaço de lazer não favorece seu uso noturno. Para dar ganho de luminosidade, o projeto contempla a instalação de novos postes e a adoção das lâmpadas de Vapor Metálico e LED, um total de 85 unidades que foram doadas pela Lâmpadas Golden para substituir a iluminação Vapor de Sódio.

O parque possui hoje 27 unidades ornamentais tipo São Paulo Antiga (iguais aos postes utilizados no centro da cidade) ao seu redor, que são da época do projeto original e que serão modernizadas pelas lâmpadas de Vapor Metálico. Com isso, não só são preservadas as características do mobiliário urbano, como a adoção de lâmpadas com maior potência (150W no lugar das Vapor de Sódio de 100W) garante maior luminosidade às áreas de circulação, atualmente prejudicada pela copa das árvores, permitindo mais segurança aos frequentadores do parque. Como fica abaixo das copas das árvores, a nova iluminação gera um efeito cenográfico ao ajudar a realçar os contrastes. Outras 13 unidades em postes receberão Vapor Metálico também, além de 3 projetores.

O espaço verde de Higienópolis ainda ganhará ampliação da iluminação com a remoção de 4 postes com 3 luminárias cada de 12 metros, que serão substituídos por 42 luminárias de 5 metros com tecnologia LED a serem distribuídas pelos 25 mil m2 de área. O espaçamento dos mesmos será otimizado a fim de iluminar o passeio, mas sem interferir nas árvores e nos pássaros. As novas luminárias com tecnologia LED contribuem para distribuir melhor a iluminação e com um nível de consumo até 50% menor que a anteriormente usada.

O LED foi escolhido devido à ótima reprodução de cor (75 contra 20 do Sódio) e eficiência energética, que pode chegar a 50% em comparação com a tecnologia anterior. “Como o parque pretende ficar aberto até mais tarde e abrir mais cedo, é importante que os produtos aplicados não incrementem o consumo de energia”, explica o diretor da divisão LED da Golden, Ricardo Cricci. Para substituir as lâmpadas Vapor de Sódio de 150W  serão adotadas fontes de luz LED da Lâmpadas Golden com 90W de potência. “Se o mesmo projeto fosse efetuado com lâmpadas de vapor de sódio no lugar dos LEDs, seriam necessárias luminárias de 150W que consomem ao todo 170W (reator + lâmpada). Portanto, estamos falando de uma redução de 80W por ponto por hora. Funcionando 12 horas por dia e 30 dias por mês, os 42 pontos irão economizar 1.209.600 Watts no mês”, estima Cricci.

Entre os principais desafios do projeto foi escolher um nível de iluminação que não prejudicasse a vida noturna da fauna, mas gerasse luminosidade suficiente para o conforto visual e a prática de atividades físicas pelos frequentadores do local. Também foi necessário respeitar às características do mobiliário do parque, que é tombado pelo Patrimônio Histórico, sem prejudicar a vizinhança e assegurar eficiência energética.

Estima-se que as 85 unidades proporcionarão um aumento de cinco vezes no nível de iluminamento.

Com a nova iluminação ganha o parque, que pode estender seu horário de funcionamento e aumentar o número de usuários, atualmente em torno de 2 mil pessoas por dia e de 5 mil nos finais de semana. Ganha o cidadão, que pode se dedicar às práticas esportivas e de lazer com maior sensação de segurança e conforto, pois o LED não emite raio ultravioleta, o que diminui a atração de insetos. Por fim, ganha o poder público e o meio ambiente. “Como o LED dura até 5 vezes mais que a tecnologia de Vapor de Sódio, ele gera menos lixo e diminui os custos com manutenção em até 75%, o que faz dele uma excelente alternativa em Iluminação Pública”, analisa Cricci.

Na avaliação do presidente da Associação Defenda Higienópolis, Pedro Ivanow, a população da região ganhará um parque novo. “A luz vai dar nova vida ao local, aumentar a circulação de pessoas e valorizar o que ele já tem de belo. Isto significa uma melhor qualidade de vida aos moradores do bairro que são usuários do Parque Buenos Aires e possivelmente a atração de novos frequentadores”, finaliza Ivanow.

Ficha técnica
Projeto luminotécnico: Ilume
Lâmpadas: vapor metálico tubular de 150W da Venture Lighiting distribuída pela Lâmpadas Golden e Extreme LED IP de 90W da Lâmpadas Golden
Fotografia: Rubens Campo